Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas da Tia Moana

desde o século XX a ter uma opinião sobre tudo

Crónicas da Tia Moana

desde o século XX a ter uma opinião sobre tudo

Os jovens de hoje em dia

jovens.png

Os jovens de hoje em dia lá sabem o que é a vida, esses maganos que têm o descaramento de dizer que “ ‘tá difícil fazer vida”.

Que jovens esses que lhes foi prometido um futuro promissor, dizendo que “tu estuda, filho, que um canudo vale tudo nesta vida para um dia não teres que passar pelo que nós passamos e estares bem!”.

Ora bem, deixaram de estudar aos 23 anos, se tiver corrido tudo como planeado. Segue-se a caça ao tesouro e conseguir um estágio que pague o mínimo necessário, porque “Ave Maria” para o estado que lhes dá esse privilégio de poderem estar 9-12 meses numa empresa a receber 650 euros, com horários de “entras as 8, sais quando Deus quiser”, sem direito a subsídio de férias ou de deslocação ou até de alimentação, porque uma alfacezita já enche e assim poupa-se uns trocos no ginásio. Seguem-se as questões nas entrevistas "Pretendes ter filhos entretanto? Moras muito longe/ vais à terra dos teus pais aos fins de semana? Então quer dizer que não podes trabalhar de Segunda a domingo de manhã? Tens filhos para ir buscar ao fim do trabalho?"- ou seja, também nunca fez mal a ninguém não ter vida além do emprego, no tempo dos antigos também era assim...

Após esse estágio (sem direito a férias- POR LEI) são esses jovens desgraçados deitados ao lixo e recorre-se à contratação de outro parvinho abrangido pelo estágio do nosso amável estado; ou então aceita-se manter o anterior e aumenta-se a criatura para 750€- porque “aqui tens o privilégio de aprender muito, e é uma mais valia para ti”. Ai que maravilha tamanha bênção!

Os jovens de hoje em dia queixam-se muito mas lá sabem eles o que é trabalhar nas obras! Eles que estudassem para não terem que trabalhar a plantar batatas- lá também só pagam 4€/hora, que é mais do que “NA EXCELENTE OPORTUNIDADE QUE O ESTADO PROPORCIONA: o estágio do IEFP por uns maravilhosos 650€/mês”. Mas quem precisa de uns trocos a mais? Também nem filhos têm estes jovens, agora, que tristeza. Dizem que "assim não dá".... Antigamente eles também eram criados com pouco dinheiro, na vizinha do lado, que hoje faz disso um emprego e leva 300€/mês. E daí terem que trabalhar até mais tarde? A vizinha que se lixe e que o aguente (o miúdo) mais um bocadinho. Não vai atirá-lo pela janela de certeza. É uma excepção. Diária. Todos os dias da semana.

Os jovens de hoje em dia são uns malandros que querem viver na casa dos pais até as 30, parvalhões. Até parece que 700€ não dá para pagar uma renda de um T1. Ainda te sobram 200€ para comeres e também ninguém precisa de tomar banho todos os dias. Além disso, ler às luz das velas dá umas belas chapas p’ró instragram.

Se não dá para pagarem isso que façam um crédito, esses jovens de hoje em dia. Também num (achado) imóvel de 80 mil euros, só tens de ter 15 mil euros de entrada para fazer o crédito. E um fiador. E um fiador do fiador. E um atestado em como trabalhas, te portas bem, lavas os dentes e não comes fast food de manhã à noite. Também se juntam 15 mil euros rapidinho- comes enlatados todos os dias, vais a pé para o trabalho (poupas imenso em ginásio)- tenta andar agasalhado, não vás tu ficar doente e lá se vai o orçamento e f*deu tudo!

Esses jovens de hoje em dia não sabem o que é espírito de sacrifício. Saíram da casa dos teus pais, trabalham a 200km, arrendam um quarto a 200€ a partilhar casa com quem calha…Custa lá alguma coisa, todos os meses pôr 250 euros de lado, durante 5 anos, dum ordenado de 750€ (um luxo) para aos 30 já ter dinheiro para a entrada de um imóvel e poder fazer um crédito? Ai ai. Mobília para quê? Os nossos avós também dormiram no chão muitos anos e reza a lenda que uma sardinha dava para 4.

Nisto tudo, o meu conselho é: livra-te de não olhares para a data de validade dos enlatados. Caso te dê alguma coisa no estômago e queiras fazer uma endoscopia são mais de 150€. Podes ir pedir à médica de família, claro- lá para o Natal- ou ir ao hospital e ouvir “não marcamos consulta de especialidade sem carta da médica de família”. E já agora, pede o exame sem anestesia (já poupas 70 paus) que faz-se bem (LOL) e assim também podes arregalar os olhos se, durante o exame, o médico pedir para fazer biópsia- que elas pagam-se a parte.

Tu realmente andaste a estudar para quê? Não era para teres uma vida melhor? Não foi isso que o estado te prometeu? É engraçado como um canudo te paga tanto quanto uma ZARA, um LIDL… Mas não, “ao menos ‘tás a trabalhar na área” ou melhor “violam-te mas primeiro pedem-te licença (entenda-se "diploma")”.

Esses jovens de hoje em dia… Andaram mesmo enganadinhos e agora olha, amanhem-se. E agasalhem-se.